Onde sentimentos viram palavras que não cabem no peito.

terça-feira, 17 de maio de 2016

A geração das pessoas que não se amam




   Esses dias eu estava com meus amigos e decidimos sair para curtir o final de semana como de costume, chegamos ao local e enquanto decidíamos o que fazer, acabei ouvindo sem querer a conversa de duas pessoas, quando uma delas me chamou a atenção quando disse:
“Você não pode dar muita atenção, senão ele não vai te valorizar, você tem que mostrar quem manda, eu sei porque eu fiz isso e deu certo”. Notei que eu já havia escutado algo parecido anteriormente, mas nunca havia parado para refletir sobre o assunto, mas isso me fez perceber que estamos vivendo uma realidade em que pessoas precisam de “reféns” para reafirmar suas convicções, para ter a certeza de seus próprios sentimentos. Isso pode parecer uma crueldade quando dita desta forma, mas o problema começa quando isso se torna uma “técnica” para suprir suas carências de atenção.
CRIOU-SE UMA GERAÇÃO DE PESSOAS QUE NÃO SE AMAM
   Ter sentimentos ou demonstrá-los se tornou sinônimo de fraqueza e vulnerabilidade, seria mais ou menos como “tudo o que sentir ou disser, poderá e será usado contra você no tribunal”. E pum! Batido o martelo, a sentença está dada, você é culpado por demonstrar seus sentimentos (ou simplesmente por tê-los), sua pena será um aperto no peito, estômago revirado, crises de ansiedade, noites de insônia, desânimo, os seus pensamentos serão roubados, e você está fadado a sentir saudade, caso tente expressá-la, a sua pena aumentará.
  É a geração que não aceita ter seu orgulho ferido, não aceita ser “menos” que o outro, por isso precisa deixar de se importar com quem os quer bem, só para que se eleve seu “status social” quando o outro vier procurá-lo. E quando se machuca no meio disso, usa como desculpa que “o amor só traz dor, então vamos beber, porque a cerveja nunca me traiu”, se livrando da responsabilidade de sua imaturidade. Aí quer mostrar para todos que apesar das consequências, saiu vitorioso e mostra que nunca será um “refém do amor”, alimentando esse orgulho com suas fotos e vídeos junto dos amigos, com seus copos de bebida dançando na balada, ostentando sua vida baseada em quê mesmo? Isso mesmo, apenas em uma falsa auto-afirmação de que “nada pode o abalar, nem mesmo o amor”.
  Essa necessidade de mostrar que são queridas atingiu uma proporção tão absurda, que pessoas COMPRAM curtidas em suas fotos nas redes sociais, só para provar para o mundo que são bem-vindas no meio social que vivem, que significam algo para alguém, embora saibam a verdadeira origem de todo esse “sucesso” e ainda assim teimam em não acreditar que o amor vale a pena. Demonstrar que você se importa com alguém, que você valoriza uma amizade ou um relacionamento não quer dizer que você vai sair beijando todos pela frente, você pode demonstrar seu afeto ao desejar um ótimo dia para alguém, ao fazer uma gentileza, ao elogiar alguém, ao presentear sua namorada com uma flor, mesmo que seja do arbusto do quintal da vizinha, pode ser inúmeras coisas.  As pessoas estão carentes de atenção, e aposto que até você que está lendo esse texto agora já se sentiu bem ao receber um elogio sobre sua roupa, cabelo, seu perfume ou seu jeito, não tem problema ficar com vergonha, mas RETRIBUA esse afeto, valorizar um gesto cria uma ligação entre as pessoas, você pode até nem gostar tanto dessa pessoa, mas cá entre nós, isso melhora um pouco as coisas, não é mesmo? Não tem nada de errado em demonstrar seus sentimentos, isso não é e nunca será um sinônimo de fraqueza, muito pelo contrário, mostra que você é forte o bastante para compartilhar suas felicidades e incertezas com as pessoas, que não tem medo de mostrar quem é de verdade. 
  Os sentimentos nos tornam seres únicos, não importa o sentimento, APENAS MOSTRE QUE VOCÊ SENTE ALGO, mostre que você tem qualidades e defeitos, mas que também está disposto a aprender com o outro, permitindo que obstáculos sejam superados e diferenças toleráveis. Não tente esconder o que sente, isso não te faz mais forte, só ocupa o espaço que poderia ser de alguém tentando te fazer feliz. Quem ama, perdoa. Quem perdoa, aceita. Quem aceita, não visa os defeitos, e sim as qualidades. O amor não faz guerra, o amor edifica, ele constrói, corrige imperfeições e eleva nosso espírito.
  Eu gosto muito de um trecho da música “Ainda há tempo” do Criolo que representa bem essa ideia:
“(...) O que você quer nem sempre
Condiz com o que o outro sente
Eu tô falando é de atenção
Que dá cola ao coração
Que faz marmanjo chorar
Se faltar
Um simples sorriso
Ou às vezes um olhar
E que se vem da pessoa errada
Não conta
A amizade é importante
Mas o amor escancara tanto
E o que te faz feliz

Também provoca a dor (...)”


  E se no fim "nada der certo", pelo menos você entendeu o sentido de amar.
  Esse texto foi feito para despertar uma consciência de que devemos perceber mais as pessoas que estão a nossa volta, pois um pequeno gesto realmente importa, criando um ciclo, é o famoso “gentileza gera gentileza”. Então peço que só compartilhem caso realmente entendam o sentido desse texto e não para mandar “indireta” para alguém, ou algo do tipo.

 Que todos vocês tenham a oportunidade de sentir o que é o amor de verdade.

 Escrito por: Fábio Carvalho. 

44 comentários:

  1. Nossa.. Me identifiquei tanto com esse texto. Mas não como a pessoa que não demonstra, sim como a que sofre com as pessoas que fazem esse "joguinho do ego". Sempre demonstrei tanto (e continuarei demonstrando). Acho que é disso que o mundo precisa mesmo: que as pessoas demonstrem mais :) obrigada por isso! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é isso ai tamo junto.. é melhor ser a pessoa que vai demonstrar mesmo que seja mais sempre mais dificil para nós.. de pessoas frias o mundo ja está cheio

      Excluir
    2. Sei como eh Sofia. Eu sempre demonstrou tb é sou feita de boba, taxada, já fui até humilhada varias vezes por dizer o q sinto e a pessoa me diminuir com tais joguinhos. Não vou mudar, mas sonho um dia encontrar uma pessoa q eu goste q seja sincera como eu.

      Excluir
    3. Nesse mundo egoísta onde todos guardam tudo pra si, inclusive seus sentimentos, pessoas que entendem a importância de compartilha-los são taxadas de "sensíveis" e ate dramático as vezes mas na moral só tem sentido se for sentido né, não vou mudar meu jeito de ser vou continuar demonstrando o quanto as pessoas são importantes pra mim eu não vejo problema algum nisso, enxergo as vezes ate uma solução pra vários problemas, continue a amar <3

      Excluir
  2. "Demonstrar que você se importa com alguém, que você valoriza uma amizade ou um relacionamento não quer dizer que você vai sair beijando todos pela frente" muito bom!!

    ResponderExcluir
  3. Amei o texto e me identifiquei em cada palaaavra. Sempre demonstrei e sempre continuarei demonstrando meus sentimento e minhas incertezas, as pessoas precisam de sinceridade e compromisso com o que sentem. Obrigada pelo texto. <3

    ResponderExcluir
  4. Esse texto é do Fábio ou das meninas Letícia e Isabella?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, então esse texto é do Fábio um amigo nosso. Gostamos do texto dele e ele aceitou postar aqui no blog! <3

      Excluir
  5. Nossa minha namorada compartilhou esse link porque brigamos, mas achei desnecessário pois estou a todo momento tentando conversar e se acertar com ela, mas ela simplesmente me ignora! Acho que o termo "Amar" deve ser melhor entendido por parte dela, pois como cita o próprio artigo:" Quem ama, perdoa. Quem perdoa, aceita. Quem aceita, não visa os defeitos, e sim as qualidades".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, infelizmente algumas pessoas são dificieis de entender e a gente nunca vai entender o que elas pensam. O termo "amar" precisa ser entendido talvez por ela e por muitas pessoas, mas tenta conversar com ela e resolver as coisas! ;)

      Excluir
    2. É, infelizmente algumas pessoas são dificieis de entender e a gente nunca vai entender o que elas pensam. O termo "amar" precisa ser entendido talvez por ela e por muitas pessoas, mas tenta conversar com ela e resolver as coisas! ;)

      Excluir
  6. Sinceramente falando por mim. Eu curto é comer geral pura promiscuidade.

    ResponderExcluir
  7. Belo texto, da pra ficar refletindo muitos depois da leitura.

    ResponderExcluir
  8. gostei muito do texto. sem falar que a onda dos apps de relacionamento só intensificou a prática do "não faço questão"

    ResponderExcluir
  9. Depois deste texto. Irei mudar alguns "conceitos" e algumas "atitudes".

    ResponderExcluir
  10. Que triste essa realidade, a que ponto chegamos! 😢

    ResponderExcluir
  11. Desde os anos 80 ouço dizer isso.....Não sei direito o que é o amor, mas aprendi uma coisa que me serve até os dias de hoje.
    Vivemos uma única vez e esta vida tem seu tempo contado, então não podemos deixar de realizar nossos desejos perante aos que amamos porque o tempo não volta e as conseqüências dos atos que temos ao longo da vida apenas fará bem ou mau à nós mesmos, por isso se desejar dizer que ama alguém diga, se desejar passar um ridículo por causa de amor não deixe de fazer e se no final nada disso tiver um resultado esperado saiba que pelo menos você concluiu uma das fases da vida de forma satisfatória e agora só lhe resta o outro lado.

    ResponderExcluir
  12. E então qual seria este outro lado afinal..........è exatamente o que voce ainda terá por fazer

    ResponderExcluir
  13. Amar é tão bom! Se colocamos o medo diante desse sentimento, nos tornamos frios por medo de sofrer, mas o importante é dar sem se importar em receber, desta maneira viveremos intensamente o que sentimos, sem medo do que virá depois!

    ResponderExcluir
  14. Amar é tão bom! Se colocamos o medo diante desse sentimento, nos tornamos frios por medo de sofrer, mas o importante é dar sem se importar em receber, desta maneira viveremos intensamente o que sentimos, sem medo do que virá depois!

    ResponderExcluir
  15. Que sejamos multiplicadores dessa ação, tão esquecida, que é DEMONSTRAR O AMOR ! Lindo texto...linda iniciativa...Parabéns ! =)

    ResponderExcluir
  16. Sendo bem sincera, isso tudo é bem surreal. Aquele que demonstra,que corre atrás, que se importa, que tenta fazer o que é certo, vai ser sempre taxado de mole,trouxa, vai sair como o errado na história. São raríssimas as pessoas para as quais valem a pena revelar o que há de mais puro em nós. Na sociedade em que vivemos ou você joga o jogo ou morre. O texto é lindo,sincero, bem escrito e utópico.

    ResponderExcluir
  17. Sendo bem sincera, isso tudo é bem surreal. Aquele que demonstra,que corre atrás, que se importa, que tenta fazer o que é certo, vai ser sempre taxado de mole,trouxa, vai sair como o errado na história. São raríssimas as pessoas para as quais valem a pena revelar o que há de mais puro em nós. Na sociedade em que vivemos ou você joga o jogo ou morre. O texto é lindo,sincero, bem escrito e utópico.

    ResponderExcluir
  18. mas e quando temos medo de demonstrar mesmo pra quem não gostamos muito? pois pode ocorrer da pessoa acabar gostando e ficar aquele sentimento de machucar alguém é bem ruim.

    ResponderExcluir
  19. A ideia do texto é bem legal, o título bem chamativo. Contudo, confesso que fiquei um pouco decepcionado com a leitura do corpo. Além dos diversos erros de português que comprometem a fluidez das ideias, senti um pouco de "dor de cotovelo" ou até mesmo uma indireta conduzida pela escrita da autora. E digo isso pelo alto teor de clichês usados para exprimir as ideias. - O tema é interessante, mas está restrito ao título. No restante não consegui apreender o que é realmente um ser que tenta "não sentir". - Bom, não quero desmotivar ninguém. E espero que continuem produzindo! Precisamos de mais textos reflexivos assim! Mas precisamos de bons escritores(as) para isso também! Boa sorte! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc olhou o frasco e não o perfume. Nada a ver...

      Excluir
  20. Nossa faz muito sentido tudo, acredito q nas relações sempre sou a pessoa q mais demostra q ama, q gosta da companhia da pessoa, de esta junto pelo simples fato da presença da pessoa de fazer bem e no final das contas acabo me ferrando, pois, acabo nao sendo correspondido da mesma forma e muito menos visto como alguém q zela cuida do outro. Daí vem a desilusão, tristeza, crise de ansiedade, estômago virado do avesso, gastrite matando, mal consegue-se comer. Ainda estou passando...

    ResponderExcluir
  21. Neste mundo de tantas desilusões, precisamos fazer a diferença.

    ResponderExcluir
  22. Aquele momento em que você passa a "viver" e "pensar" diferente depois de um texto. Muito lindo, obrigado!!

    ResponderExcluir
  23. Uau Belo texto so verdades. "deveriamos amar a pessoas como se nao houvesse amanha, por que se voce parar pra pensar na verdade nao há" ~Renato russo.

    ResponderExcluir
  24. Super entendo esses "jogos". Adimiro quem não vai mudar o jeito de ser (demonstrando sentimentos); só que de tanto ser feita de trouxa e tida por carente passei a guardar o que sinto pra mim.

    ResponderExcluir
  25. Vim aqui dizer que tenho lido bastante desse fenômeno aí de "demonstrar desinteresse" e acho isso meio estranho, apesar do que as vezes as pessoas podem realmente não ter interesse, seja por a, b, c d, motivos. Agora se ela tem interesse e não demonstra, aí vemos uma pessoa bem frágil. Acolher é preciso, e Acolher é se deprimir as vezes, pois o outro precisa atacar recusando seu amor. É complexo. Mas faz parte dessa geração aí. Vamos vendo no que vai dar.

    ResponderExcluir
  26. Nossa super me identifiquei com esse texto pelo fato de que eu sempre fui desses de não demonstrar, pra mim isso é muito difícil, tinha sempre esse pensamento de que ficaria vulnerável ao outro! Mas enfim, hoje abri meu coração, por coincidência, antes de ler esse texto. Acredito que se expor e ser verdadeiro é o melhor a se fazer ao menos consigo mesmo. E que essa nossa geração seja mais amor, mais entrega e menos orgulho porque tudo passa tão rápido que lá na frente só vão restar as frustrações!

    ResponderExcluir
  27. We give an expert support of your esta visa application. You will have the capacity to apply for your full ESTA application through our site which will be examined by our expert group to expand your odds of being acknowledged into the USA.

    ResponderExcluir
  28. Texto mais que maravilhoso, reli umas 3 vezes

    ResponderExcluir

About Us

Recent

Random